O seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu navegador agora

×

O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal), avançou 0,3% em setembro/10 frente ao mês imediatamente anterior, já descontadas as influências sazonais. Com este resultado, o crescimento estimado para o PIB trimestral brasileiro durante o terceiro trimestre de 2010 foi nulo em relação ao segundo trimestre deste ano, já ajustado pela sazonalidade do período.

A variação nula da atividade econômica ao longo do terceiro trimestre confirmou o processo de desaceleração do ritmo de crescimento após o forte avanço registrado durante o primeiro trimestre deste ano (alta de 2,7% frente ao 4º trimestre de 2009).

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o enfraquecimento do ritmo do crescimento econômico ao longo do terceiro trimestre de 2010 foi determinado por uma atividade industrial mais deprimida, ocasionada por um processo de ajustamento de estoques. Houve também uma contribuição negativa do setor externo, tendo em vista uma expansão mais intensa das importações em detrimento das exportações brasileiras face à valorização cambial e ao baixo dinamismo de várias economias internacionais.

Entretanto, o fim do processo de ajustamento de estoques no setor industrial, as condições de crédito e de consumo favoráveis, o avanço da massa real de rendimentos, a reversão – ainda que parcial – da valorização cambial e os gastos públicos mais elevados deverão proporcionar uma reaceleração da atividade econômica a partir do quarto trimestre deste ano, observam os economistas da Serasa Experian.

Na comparação com o mês de setembro de 2009, o crescimento econômico brasileiro atingiu 5,9% fazendo com que, no acumulado dos primeiros nove meses de 2010, a expansão da atividade econômica registrasse 8,0% (em relação período de janeiro a setembro de 2009). Nos doze meses encerrados em setembro de 2010, o crescimento econômico atingiu 7,1%, determinado, em maior escala, pelo crescimento de 10,1% da atividade industrial neste mesmo critério de comparação. Estes resultados sinalizam que a economia brasileira deverá encerrar o ano de 2010 com um crescimento real ao redor de 7,5% em relação ao ano de 2009.
Metodologia do Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal)

Na construção do Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal) utilizam-se técnicas estatísticas de desagregação temporal com indicadores (Chow-Lin, Fernandez, Litterman e Santos Silva-Cardoso). Cada subcomponente do PIB Trimestral, sem ajuste sazonal, oriundo do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais do IBGE, foi desagregado, por cada uma das técnicas supramencionadas, utilizando-se séries de alta freqüência (mensais) altamente correlacionadas com a série a ser desagregada. Considerou-se como estimativa final de cada série mensal associada a cada um dos subcomponentes do PIB Trimestral a média aritmética simples dos valores mensais obtidos por cada uma das técnicas distintas de desagregação temporal.

As séries mensais finais dos subcomponentes foram utilizadas como indicadores para a obtenção das séries dos níveis hierárquicos imediatamente superiores, sempre considerando como estimativas finais, em cada etapa, as médias aritméticas dos valores obtidos pelas quatro técnicas de desagregação temporal. Tal procedimento foi conduzido até chegar-se à última desagregação temporal, ou seja, do PIB Trimestral Consolidado, sendo que, para tanto, consideramos como indicadores mensais as séries desagregadas dos componentes da oferta agregada.

Para a obtenção das estimativas mensais das séries do PIB Trimestral com ajuste sazonal, cada componente mensal desagregado nos procedimentos anteriores (sem ajuste sazonal) foram ajustados sazonalmente utilizando-se TRAMO/SEATS constituindo-se, assim, os indicadores mensais a serem utilizados nas técnicas de desagregação temporal das séries, com ajuste sazonal, do PIB Trimestral.

Para maiores detalhes sobre a metodologia acesse o link www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/index.htm
Fonte: Serasa Experian, 23/11/2010

Outras notícias

Valor médio de financiamento imobiliário sobe 91% em cinco anos

Leia mais

Internet barateia o acesso à elite dos investimentos

Leia mais

Visita de Obama pode beneficiar consumidores e investidores

Leia mais