O seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu navegador agora

×

O Banco do Brasil ganhou mais espaço para aumentar sua carteira de crédito sem esbarrar nos limites impostos pelo Banco Central. O banco foi autorizado, pelo BC, a incorporar a seu capital duas operações de captação de recursos realizadas no último trimestre de 2009.

Esse aumento deve garantir expansão de pelo menos R$ 100 bilhões no crédito do BB. Em setembro de 2009, último dado divulgado, a carteira do banco somava R$ 285 bilhões.

Em outubro, o banco obteve empréstimo de US$ 1,5 bilhão no exterior, com o lançamento de título conhecido como bônus perpétuo -sem prazo predeterminado de vencimento. Desse total, US$ 1,45 bilhão foi incorporado ao capital do BB.

No mesmo mês, em outra operação, o banco obteve R$ 1 bilhão em CDBs subordinados.

Segundo o banco, esse aumento de capital vai elevar em 0,80 ponto percentual seu índice de Basileia. Em setembro, o indicador que mede a capacidade de um banco continuar emprestando estava em 13%.

Esse percentual havia caído em relação ao final de 2008 (15,2%), principalmente, por causa da incorporação da Nossa Caixa e do Votorantim. A estimativa do BB era alcançar o valor mínimo (11%) no início de 2011, o que interromperia o crescimento da instituição nessa área de crédito.

Por isso, o BB se prepara para levantar, ainda neste ano, entre R$ 8 bilhões e R$ 10 bilhões com uma nova oferta de ações.

Fonte: Folha de S.Paulo/Eduardo Cucolo – 10/02/10

Outras notícias

Novo código do consumidor será votado em maio

Leia mais

A Fundatec é a nova empresa conveniada do Sindfin

Leia mais

Nem crédito e petróleo barram corte de juro

Leia mais